terça-feira, 31 de julho de 2012

O VALOR DA CRÍTICA





´´ Criticar é acima de qualquer coisa, Separar o que serve do que não serve´´. ( Mário Sérgio Cortella )

Ouvi hoje pela manhã esta fala do Cortella na rádio CBN. Despertaram-me algumas coisas relevantes em relação à crítica, o Cortella tem uma facilidade enorme de mexer com a nossa mente, ele é um pensador diferenciado.


A crítica tem de ter um objetivo construtivo, não devemos emitir críticas evasivas, carregadas com certa dose de maldade, a fim de ferir o receptor da mensagem. Também não é coerente fazermos críticas que possam gerar situações conflituosas. Toda crítica deve ser bem pensada antes de ser expressa, tendo como pressuposto importantíssimo de que ela passará pelo crivo da interpretação. O ouvinte da crítica em questão precisa captar o que de fato estamos querendo dizer.

Melhor é que nos calemos em determinadas circunstâncias, se tivermos uma auto-percepção de que nossa crítica gerará negativismo. Temos de ter em mente a inevitabilidade dos pólos: positivo / negativo. Como o Cortella explica: é separar o que serve do que não serve. Isto é, distinguir os elementos que norteiam a causa, mas o intuito deve ser sempre construir. A crítica deve vislumbrar o melhoramento, a crítica não tem de se empavonar em sua imponência oratória ou escrita. Crítica não é sinônimo para discussão, lembrando que numa discussão o objetivo é que uma pessoa só saia vencedora. Na crítica o objetivo é inserir o construtivismo.

A crítica pode ser um divisor de águas, pode nos levar a ampliar nossos horizontes, a repensar nosso caminho, ser uma ajuda que venha nos melhorar como gente!



Pense nisso!



Anderson Flávio

Nenhum comentário: